Shoppings abrem cedo para que crianças com autismo possam conhecer o Papai Noel em um ambiente calmo


Levar seus filhos para conhecer o Papai Noel é uma tradição familiar saudável. Você dirige para um shopping sempre lotado, gasta 10 minutos circulando para uma vaga de estacionamento, espera em uma longa fila para conhecer o Papai Noel e depois tira uma foto do seu filho chorando quando fica cara a cara com a pessoa mais mágica no mundo deles. É realmente muito especial. Quem aqui se identifica com essa história?

E para alguns pais, especialmente aqueles que têm filhos com necessidades especiais, participar dessas tradições de rotina pode ser um obstáculo muito mais difícil de resolver. É por isso que a um site americano especializado em Autismo está realizando eventos chamados “Papai Noel Se Importa” em shoppings dos Estados Unidos, onde crianças com necessidades especiais podem visitar o Papai Noel em um ambiente menos frenético.

Naqueles dias, os shoppings abrem cedo para ajudar a facilitar uma multidão menor, a música toca um pouco mais silenciosa e as luzes são um pouco mais baixas. Papai Noel também tem treinamento para crianças com necessidades especiais. Muitas vezes, eles ficam atrás das cadeiras ou deitados no chão para garantir que as crianças estejam confortáveis. Tudo isso se combina para criar uma experiência muito mais acessível para as crianças que precisam.

O site americano fez uma parceria com a Cherry Hill Programs para produzir os eventos, que incluem treinamento especial para o Papai Noel, para que eles possam interagir melhor com crianças com necessidades especiais.

“Nosso objetivo é criar um mundo mais inclusivo para pessoas com autismo, e eventos como esse causam um impacto tão significativo ao ajudar as famílias a se sentirem confortáveis, compreendidas e aceitas”, disse um porta-voz do site.

Atitudes como essas asseguram que as crianças com autismo ou outro tipo de deficiência se sintam mais seguras em situações como essa. Geralmente as fotos com o bom velhinho são acompanhadas de uma longa fila, barulho e muitos estímulos que podem desencadear uma crise nas crianças com autismo.

Enquanto atitudes como essa não são adotadas aqui no Brasil, procure ir visitar o bom velhinho em horários mais tranquilos. Seu filho também tem direito a fila preferencial, inclusive para esse tipo de evento. Levar também um objeto de pego da criança pode ajudar ela a ficar mais tranquila neste momento.

Atitudes como essa são acolhedoras e simbolizam o verdadeiro espírito de Natal!

23 Sintomas de Autismo em Crianças

Fonte da matéria em inglês:

https://www.thedad.com/malls-open-early-so-kids-with-autism-can-meet-santa-in-a-calm-setting/

7 comentários em “Shoppings abrem cedo para que crianças com autismo possam conhecer o Papai Noel em um ambiente calmo”

    1. Kely Varela

      Ainda temos muito o que melhorar. É uma luta diária. Mas cada conquista tem que ser comemorada.

      1. Mary Changuir

        Minha mana é portadora de necessidades especiais; sempre tento socializar com ela e fazer com que ela desfrute festas e se sinta parte da sociedade em que vive . Parece fácil mas ñ é. Multidão de pessoas sem carinho, sem educação e com seus olhares de pena e/ou medo, me destroem. Sei que ñ deveria me importar, mas ñ consigo. As fotos dela com Papai Noel são lindas, mas é uma batalha tornar isso possível. Que este exemplo seja seguido pelo mundo!!

  1. O Brasília shopping, um shopping aqui em Brasilia-Df fez esse mesmo evento pra crianças com autismo em alguns dias do mês de dezembro.

  2. Letícia pinho

    No Brasil, tem sim! O @shoppingCampoGde realizou no domingo (22), uma sessão exclusiva!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: