autismo e coronavirus

Meu Filho Com Autismo está no Grupo de Risco do Coronavírus?

Sabemos que vários são os fatores que colocam uma pessoa no grupo de risco do coronavírus. O autismo não é considerado um fator de risco para a covid-19!

Mas então, por que raios você fez um texto com o título “Meu filho com autismo está no grupo de risco do coronavírus?

Vou explicar para você o que leva meu filho autista a se enquadrar dentro do grupo de risco.

Para começo de conversa, meu filho de 5 anos, não consegue tolerar nada apertado. Odeia qualquer coisa que aperte ele. Principalmente se essas coisas estiverem na cabeça dele. Não gosta do óculos da natação, não suporta nenhum tipo de touca, odeia chapeuzinhos de aniversário por causa do elástico que aperta a orelha dele.

autismo em meninos

E então, seguindo a mesma onda, ele não suporta as máscaras que podem trazer mais segurança para ele. Já experimentei vários tipos e ele não tolera nenhuma. Fica irritado, chora, arranca elas do rosto. Não adianta eu insistir. Das vezes que tentei, acabamos tendo uma grande crise de ansiedade com direito a choro, gritos e afins.

Meu filho autista, no auge dos seus cinco anos, também não tem total compreensão de que não pode encostar nas coisas quando estiver fora de casa. Ele vê algo e vai direto colocando a mão. Coloca a mãozinha no corrimão da escada, no carrinho do mercado (não fui com ele no mercado, mas se fosse, esse seria o comportamento), na cadeira do hospital.

Meu filho com autismo não suporta o cheiro do álcool em gel. O cheiro lhe deixa com enjoo. Passa mal de verdade.

Outra coisa que dificulta é que meu filho não come quase nada. Possui uma seletividade alimentar muito grande. Isso acaba fazendo com que ele não tenha o melhor dos sistemas imunológicos. Ah, ele também acorda diversas vezes a noite e isso também é algo que não é bom para manter uma boa imunidade.

Várias das questões que apresentei estão ligadas com os transtornos de processamentos sensoriais.

Diferente de uma criança típica, com a qual eu apenas falo e ela entende os comandos, muitas crianças autistas não conseguem processar as informações que lhes damos. Não entendem a importância de seguir determinadas condutas que vão proteger a elas mesmas.

Então, mesmo que o autismo não seja considerado um dos fatores de risco, eu mesma considero que meu filho é sim mais suscetível ao coronavírus simplesmente por ele não saber se proteger.

Grande parte da proteção contra a covid-19 está baseada na consciência das pessoas. Práticas de boa higiene, hábitos saudáveis são a grande chave que temos hoje para nos defender. E no caso do meu filho com autismo, ele não consegue fazer isso sozinho. É preciso que eu faça por ele. E em algumas situações, devido às suas condições, nem eu conseguirei fazer.

E é por isso que meu filho com autismo é sim do grupo de risco. E cabe a nós proteger com todo nosso amor os nossos queridos filhos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: